Descubra como organizar a sua vida financeira.
Aprenda melhorar a sua saúde financeira.

Quem nunca passou por aquele momento ao final do mês em que o dinheiro acaba e surge uma urgência? Parece que só ficamos doentes e precisamos comprar remédios ou, ainda, fazer exames, por exemplo, quando o salário acaba. Como estão as suas finanças?

Para não ser pego de surpresa nesses momentos, é importante que você organize suas finanças a fim de ter uma reserva financeira. Eu sei que, se é difícil sobrar, quem dirá então guardar dinheiro. Porém, é importante que você tente controlar os gastos durante o mês e crie uma reserva para urgências.

Mas você não precisa se preocupar caso não saiba por onde começar a organizar seu dinheiro, pois, neste post, vou ensinar você como organizar sua vida financeira e, ainda, fazer uma poupança para as situações emergentes. 

Leia este texto que preparei especialmente para você e aprenda a administrar o dinheiro que ganha através de seus anúncios.

Por que Você Deve Organizar Suas Finanças

Ter uma reserva financeira ou uma poupança, como você preferir chamar, é importante para todo mundo, independente da classe social, pois imprevistos podem acontecer com qualquer pessoa e a qualquer momento.

Em especial para alguns a reserva financeira é indispensável, como é o caso dos profissionais autônomos.Trabalhar por conta e não ter um patrão para pressionar durante o dia é o sonho de muitos, porém, é preciso saber lidar com a instabilidade financeira.

Ao ser o próprio chefe, a demanda de serviço e, por consequência, a renda podem variar bastante de um mês para o outro. Pense em seu caso: você tem o mesmo número de clientes todos os meses? Ou, ainda, como ficaram seus atendimentos durante a quarentena? 

É necessário estar sempre preparado para as eventualidades, pois não há como controlar quantos clientes vai atender e, assim, faturar por mês. Por isso, é importante que você organize suas finanças e aprenda a guardar seu dinheiro, principalmente nos meses de maior faturamento.

Eu sei que não é uma tarefa fácil, mas com disciplina e organização você já consegue, em pouco tempo, separar certo valor no banco. Continue a leitura deste post que, a seguir, explico a você como fazer isso, para que você passe tranquilo(a) pelos meses mais apertados. 

Como Ter Uma Reserva Financeira 

As emergências são umas das únicas certezas que temos na vida, e, para que você não seja pego desprevenido(a), é importante que desenvolva bons hábitos financeiros (tarefa difícil, porém, não impossível. Você consegue!).

Abaixo, separei 4 passos que você deve começar a praticar a partir de agora se deseja começar a fazer uma reserva financeira. São instruções simples e essenciais para começar a administrar as finanças. Confira!

  • Anote todas as suas despesas: em um caderno, anote quais são seus gastos diários e mensais (contas fixas, como conta de água e luz, por exemplo, gastos com cartão de crédito etc). Mas tome nota de tudo, é importante que sua lista seja detalhada.
  • Avalie o que é importante e o que é supérfluo: olhe para a lista que elaborou e defina quais despesas são gastos prioritários e quais itens você pode cortar sem alterar seu estilo de vida (como saídas constantes ou roupas e sapatos caros, por exemplo).
  • Defina um valor mensal para guardar: ao cortar algumas despesas, no próximo mês, já é possível notar que vai sobrar algum dinheiro em seu orçamento. Defina o quanto deseja guardar e coloque seu dinheiro em uma poupança no banco. Você pode definir, ainda, se o valor reservado será de seu orçamento mensal ou por atendimento.
  • Priorize sua reserva financeira: a cada 6 meses ou 1 ano, refaça todos esses passos, avalie como está sua situação financeira e trace novos objetivos para seu dinheiro. Além disso, evite usar sua reserva financeira, deixe para usá-la somente quando necessário, do contrário, você nunca vai conseguir fazer uma boa poupança.

Desenvolva Boas Práticas Financeiras

Mais que seguir os passos que mostrei no tópico anterior, é essencial que você não gaste mais dinheiro do que tem ou costuma faturar ao mês. Evite gastar em objetos de consumo e de satisfação imediata, como bebidas e roupas em excesso, por exemplo.

Além disso, deixe seu cartão de crédito de lado e fuja das compras parceladas, principalmente se você ainda não consegue se controlar ao entrar em uma loja ou ver uma promoção na internet, pois a fatura do cartão pode tornar-se um grande bola de neve.

Evite gastos supérfluos e priorize sua reserva financeira! A longo prazo, você vai perceber que essa foi a melhor decisão. Comece agora mesmo a anotar seus gastos e conte nos comentários como foi a experiência e se você tinha ideia do quanto estava gastando ao mês.

E não deixe de compartilhar este post com seus amigos e colegas de profissão, para que também tomem a iniciativa mais sensata: organizar as finanças.

Gostou do conteúdo? Clique aqui e confira dicas de como investir no seu futuro.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui